Adagio, 2020

Essa é uma pintura original. Esse quadro pode ser usado na vertical ou horizontal.

Detalhes:

Esmalte sobre tela
Pintado em Ubatuba, SP
50x40 cm ou 40x50 cm alt
Obra assinada atrás 
Acompanha certificado de originalidade
Inclui a moldura branca.

 

Sobre essa obra:

Adagio é um andamento da música. Está entre 66 e 76 batidas ou pulsações por minuto, a sua velocidade é lenta de uma forma agradável. Esse é um quadro que me lembra música, uma música calma... me lembra também uma viagem que fiz pra Rússia, perto do Casaquistão. Ali tinha um lago congelado e a gente andava em cima desse lago no inverno... tem esse movimento da tinta que faz uma curva no centro do quadro, temos o sol e esses respingos que podem nos lembrar a água, o salto imaginário de peixes, salmões que vivem dentro desse lago. Uma paisagem calma, lenta e agradável. 

 

Sobre minhas obras:

“Minhas pinturas são inspiradas na natureza, compostas com movimentos gestuais harmônicos e livres. Cada obra é única. Eu gosto de trabalhar o jogar livre da tinta sobre a tela, inspirada na vitalidade, nas sensações e nos movimentos orgânicos de paisagens, da água, das montanhas, dos pássaros e tantos outros elementos da natureza.

Algumas imagens ou detalhes da composição das obras me aparecem em sonhos ou, por vezes, nascem livremente durante o processo da pintura. 

A minha relação com a pintura é muito corporal. Eu procuro não pensar muito e me sinto muito bem quando estou pintando. Gosto de superfícies com muita cor e trago jatos de tinta gestuais que trazem uma nova perspectiva ao olhar e ao sentir. Mas por vezes o fundo puramente branco também me atrai.

Eu busco criar imagens com equilíbrio, proporção e, principalmente, procuro trazer à tona uma imagem final com expressão de vigor, força ou suavidade. Mas de toda forma, uma imagem viva. E procuro sempre trazer um aspecto metafísico e transcendente na obra. Uma imagem que nos faça sentir a força da vida ou de si mesmos.

Para mim, o belo, a arte é vitalidade e inspiração para a vida. Procuro criar uma imagem ou experiências de arte que possam nos revigorar, nos inspirar, nos emocionar, nos motivar ao bem viver.

A arte vital nos transporta para dentro e para o melhor de si mesmos.” Carol Miranda

 

Adagio

R$1.450,00
Esgotado
Adagio R$1.450,00

Adagio, 2020

Essa é uma pintura original. Esse quadro pode ser usado na vertical ou horizontal.

Detalhes:

Esmalte sobre tela
Pintado em Ubatuba, SP
50x40 cm ou 40x50 cm alt
Obra assinada atrás 
Acompanha certificado de originalidade
Inclui a moldura branca.

 

Sobre essa obra:

Adagio é um andamento da música. Está entre 66 e 76 batidas ou pulsações por minuto, a sua velocidade é lenta de uma forma agradável. Esse é um quadro que me lembra música, uma música calma... me lembra também uma viagem que fiz pra Rússia, perto do Casaquistão. Ali tinha um lago congelado e a gente andava em cima desse lago no inverno... tem esse movimento da tinta que faz uma curva no centro do quadro, temos o sol e esses respingos que podem nos lembrar a água, o salto imaginário de peixes, salmões que vivem dentro desse lago. Uma paisagem calma, lenta e agradável. 

 

Sobre minhas obras:

“Minhas pinturas são inspiradas na natureza, compostas com movimentos gestuais harmônicos e livres. Cada obra é única. Eu gosto de trabalhar o jogar livre da tinta sobre a tela, inspirada na vitalidade, nas sensações e nos movimentos orgânicos de paisagens, da água, das montanhas, dos pássaros e tantos outros elementos da natureza.

Algumas imagens ou detalhes da composição das obras me aparecem em sonhos ou, por vezes, nascem livremente durante o processo da pintura. 

A minha relação com a pintura é muito corporal. Eu procuro não pensar muito e me sinto muito bem quando estou pintando. Gosto de superfícies com muita cor e trago jatos de tinta gestuais que trazem uma nova perspectiva ao olhar e ao sentir. Mas por vezes o fundo puramente branco também me atrai.

Eu busco criar imagens com equilíbrio, proporção e, principalmente, procuro trazer à tona uma imagem final com expressão de vigor, força ou suavidade. Mas de toda forma, uma imagem viva. E procuro sempre trazer um aspecto metafísico e transcendente na obra. Uma imagem que nos faça sentir a força da vida ou de si mesmos.

Para mim, o belo, a arte é vitalidade e inspiração para a vida. Procuro criar uma imagem ou experiências de arte que possam nos revigorar, nos inspirar, nos emocionar, nos motivar ao bem viver.

A arte vital nos transporta para dentro e para o melhor de si mesmos.” Carol Miranda